O Farol

O Farol

Este texte saiu orriginalmente na nha parrticipação de estrreia do Jorrnal "O Farol"
Vame lá então abrrirr aqui a secção do Charroque da Prrofundurra, onde tude se diz, tude se fala. Prra dzêrr a verrdade tou toude inchade qnem uma alfurreca assuprráda, escrreverr dum jorrnal nã é toudes os dias. Lá me convidarrem prra dzêrr aqui umas verrdades, ó prrencipio ainda fiquei prriocupáde.Apá, um gaje nã pode tarr a escrreverr dum jorrnal assim de qualquerr manêrra, tein que se terr munte cuidade come se escrréve, se constrroiem as frráses, çaprresentem as ideias. Alembrrei-me logue, vou escrreverr du computadorr e ligue logue masé o dicionárrio de verrificação orrtugrráfica de Charroquês. Tá garrantide, livrre dêrres! Sim, é verrdade fiquei contente porrque iste é um jorrnal de reflexão, querru eu dzêrr, nã é tipo escrrita bate-e-foge. Escrrever, lerr e esquecerr, venhem de lá mai 2 ou trrês morrtes questa nuticia já enjoa. A inforrmação aqui em Setúbal tem que mudarr, e esperro que desta vez prra melhór. O nome Farrol tamein digasse de passagem que tá même à manêrra. Aqui na redação, eles nã querrem quê diga, mas ê cá vou terr que dzêrr, foi o Charroque que inventou o nome deste Jorrnal, iste tude porr causa duma aventurra quê cá tive recentemente aqui em Setúbal, da nossa grrande cidade. Um dia deste ê cá bebi um bocáde mais cá conta e ódespois já nem fui da nha embarrcação à pesca, só foi a nha malta que farrtarram-se de esperrarr e ê cá nunca mais chegava ó barque mai linde quiá, quié a Marrgarrida do Sáde. Prrimêrres foi uma carrga de trrabálhes prra conseguirr chegarr à dóca, ódespois dei ali munta volta prra tentarr acharr o barrque. Apá, táva même desesperráde! Assim de repente, nos trrês ou quatrre neurrónio que ainda insistiam em funcionarr tive duma ideia, o Farrol. Epá, se eu acharr um farrol aponte prró marr e ache eles e é só enviarr umas sinalefas queles perrcebem logue que sou eu. Dei munta volta, é verrdade, mas aquile erra logue ali ó láde, eu é que tinha bebide um pouco e táva um pouco perrdide. Quande lá cheguei tinha duma porrta com fechadurra e cadiáde, prontes pensei logue que táva lixade. Lembrrei-me, epá tênhe aqui dois ou trrês enzois du bolse da nha farrpela ós códrádes verrmêlhes e prrêtes, e ê cá já vi munte episódio do Magaiverr, aquiçe é simples de cerrteza. Comecei a esgrravatarr os enzois dus burráques da fechadurra e cadiáde e nada, caganda porra! A nha sorrte é caparrceu um endrrógáde com uma serringa desesperráde prra darr a dóse e esgrravatou a serringa do cadiáde e abrriu loge aquile tude. Aprruveitei e entrrei de fininhe e encustei a porrta, agorra erra só subirr as escádias e táva no pape. Quande ê ólhe, nem querria acrreditarr, erra escadias até lá acima em carracol, munte inclinadas e sem currimãos dnhuns! Eu cá que tênhe um mêde das alturras que me péle toude. Ui...agorra como é que ia serr? Da manêrra mai fácil, tein de serr! subirr agarradinhe à parrêdes sein olharr prra baixe! Foi linde foi, aquile erra coisa prra subirr dum minute, levei mai de meia horra. Quande lá cheguei táva estoirradinhe, quase na me aguentava dimpé. Cumecei a mecher das luzes, àpontarr pós barrques e perrcebi logue adonde táva a Marrgarrida do Sáde. Comecei a fazerr desênhes de bolas em cirrculos à volta da embarrcação, epá ma comecei a ficarr zonze e já namalembrre de mai nada!
Adurrmeci toude estirraçáde du chão, opé da luz du farrol. Acórdei com umas belas bolachádas du mê pessoal "acórrda seu budêrras du carraças, tás semprre a reclamarr, ma desta vez só os emprregádes é que forram trrabalharr!", "Apá, seus animais, parrem lá de baterr, ê cá tou bein, atão nã vêm que sim? O quê querria é que me viessem buscarr aqui ó farrol quê cá tive umas caímbrras duplas dus ósses das perrnas, nã me conseguia mecherr! Prrecisáva da vossa ajuda e vocês nunca mais vinhem. Ão de prrecisarr dajuda e ódespois logue vão verr comé cu cão tósse. Ê cá táva ali da doca, dei um pulinhe ao Farrol mai perrte prra serr mai rápide e vocês levarram mai tempe que sei lá!", "Apá Charroque nã teins emenda...Atão tu nã vês que tás du Farrol aqui opé du Jumbe? Deves penssarr que foi fácil acharrte!"
É clarre as pessoas mais atentas acharrem quiste erra uma grranda noticia, mas niguein querria noticiarr esta façanha, o suprrasume do desenrrascance quande um gaije tá mêsme à rasca. Assim aparrceu alguein e disse "vames falarr diste no nove jorrnal O Farrol."
Voltar para o blogue

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.

Coleção em destaque

1 de 4